As nossas gavetas e as nossas máscaras (Personas)

OCUPA! – Além do Arco-Íris
04/05/2016
Prêmio PapoMix da Diversidade
08/05/2016

As nossas gavetas e as nossas máscaras (Personas)

13151736_1370827869611030_1909921992967709206_n

A peça é a uma montagem do do grupo Teatro dos ventos — Confraria artística  e quem assina o texto é  Luiciana Loureiro e direção de Fernando Martins.

(…)

As cenas iniciais com as gavetas me remeteram imediatamente a tantas questões; como ideias antigas guardadas esperando uma solução para a dúvidas; o senso comum de que aquilo que não deve ser revelado numa prateleira, por exemplo, deve ser guardado no perfeito simulacro do acesso que é a gaveta. Tantas coisas que até não fazem sentido, mas que talvez convirjam para a ideia de que podemos guardar tudo aquilo que desejamos em gavetas internas e que, às vezes, não nos permitimos abir, ter acesso.

A referência às personas, às máscaras no coloca na pequena e provável armadilha que são as nossas gavetas internas. A não ser que consigamos embaralhar tudo nestas gavetas, o acesso é sempre possível. Mas enquanto estas gavetas estão fechadas, ninguém pode atestar o seu desejo mais íntimo; e o “desejo te escolhe”.

O literário, a metalinguagem, as máscaras, os  se misturam de uma forma tão intensa e recôndita. Parecia que entrava naquele submundo da boate onde a realidade servia de inspiração para aqueles que a frequentavam. A penumbra, o jogo cênico criavam imagens que não passavam de mimese de nossos desejos engavetados. Abrimos as gavetas e encontramos o escondido, revelado sob as luzes intermitentes daquele universo paralelo.

A tensão se estabelece no medo e no controle, alternando entre algumas personagens. Uma realidade compulsória e uma escolhida. Qual delas realmente nos domina? E o Outro? Como fica o desejo em relação ao Outro, quando o desejo que inventamos é o que personifica o objeto de desejo? Podemos recriá-los ao modo de nosso desejo desengavetado, revelado? E as máscaras? O que fazer com elas, quando elas caem?

Recomendo!

 

Serviço:

Espetáculo no teatro II do CCBB Brasília (SCES Tr. 2). Temporada de 5 de maio a 5 de junho de 2016. Quinta a sábado, às 21h, e domingo, às 20h. Ingressos R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada). Pontos de venda: www.ingressomais.com.br, ou pelo televendas 4003-2330, das 9h às 21h, de segunda a segunda. Informações: 3108-7600. Não recomendado para menores de 14 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *