Textos novos e suas primeiras percepções

Vídeo da Leitura Dramática: Uma cama quebrada
16/04/2017
Vamos falar da peça BR-Trans?
20/05/2017

Textos novos e suas primeiras percepções

 

 

 

 

NOVOS TEXTOS TEATRAIS E SEUS PERCURSOS

 

 

 

 

Onde está a revolução é um deboche. Dois homens inventam para si uma revolução, uma utopia talvez. Como em Waiting for Godot conversam sobre este momento tão esperado. Será que chegam lá? Um texto sobre o absurdo, o caos como alternativas responsivas ao desespero da contemporaneidade. É meu primeiro texto que flerta com a comédia.

 

 

 

 

Os quaderni rossi são os registros em teor de diário dos medos e das coisas ressentidas de Pasolini e serviram de inspiração para meu novo texto teatral.
Este texto gira em torno de Bernardo que se mistura a uma história criada por ele mesmo. Uma história fragmentada e enredada por personagens enigmáticos e ao mesmo tempo tão simplórios, que conversam ensimesmados nos seus pontos de vistas. Num momento parece um diálogo, numa outra cena, um verdadeiro solilóquio.
O amor também é parte desta história, mas é também um amor fragmentado, perdido em alguma memória, sem qualquer linha divisória entre o presente e o passado, realidade e sonho.
O caderno vermelho de Bernardo se abre e se fecha, como se por um toque impreciso; nem mágica, nem esforço próprio; até que companhias estranhas decidem lhe recontar toda a história.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *