Prêmios e menções
26/06/2017
Luf and the essence of the world
18/07/2017

Soundtrack

 

SOUNDTRACK

O filme tem um argumento lindo: um artista que procura o isolamento como força motriz e inspiradora para sua futura exposição de fotos; selfies tiradas numa paisagem quase inóspita ao som de músicas que reflitam aqueles momentos. Pronto! Eu me entusiasmei com isso, além, obviamente de ter um apreço pelos trabalhos de Selton Melo como ator.
Até o meio do filme, eu agora um “estudioso” de roteiros, estava pensando em todas as cenas como um exercício genuíno de entender os beats que cada passagem revelava. Estava entrando na órbita perturbadora da personagem Cris, que tem um impulso e o aparente talento de um artista, inconformado com suas inquietações. Mas confesso uma impotência para entender em plenitude

o drama de Cris, embora Selton empreste esta carga potencial de inquietação ao personagem. Pensando em imagens, algumas são poéticas e que talvez revelassem ao público esta emoção faltante na própria história. Pensando no roteiro padrão, na linearidade, esperava algum instante em que a peripécia para um clímax fosse antecipada. Não fosse a presumível caída num buraca, que bem parecia sua tentativa mais proposital, o clímax não veio.
Achei as tentativas de ligação com sua mãe fabulosas, detalhes pequenos que poderiam ter sido estendidos a uma pequena exaustão. Pequenas situações que se resolveram em pouco tempo. Poderiam ter sido aprimoradas.
A tomada de decisão, e aí chegamos a um final, foi simbólica e poética, mas mesmo assim não aprofundou nos motivos pelos quais ele…Enfim, eu preciso rever SOUNDTRACK, para que eu sinta novamente aquela faísca que se perdeu no meio do filme. Mas o final me deixou ciente da tentativa de que não foi em vão em tornar as pessoas menos isoladas tanto no seu processo criativo quanto da sua teia social. O isolamento no filme era apenas um exercício em favor da ciência, não dos homens sociais.
E as fotos?
As fotos, cada um vai ver de uma forma diferente, basta ouvir a música delas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *