Livros

AS DIVINAS MÃOS DE ADAM



​ As Divinas Mãos de Adam, Prêmio Dalcídio Jurandir, melhor texto teatral 2015, retrata os dilemas de três pessoas distintas: Adam, um jovem imigrante, que passa dificuldades em um país distante onde busca novas oportunidades; Stephen, paraplégico, mas que ainda acredita em alguma humanidade, expressas pela possibilidade de ainda sentir prazer, e Rita, irmã de Stephen, frustrada, rancorosa, que responsabiliza o irmão pelas conquistas que não teve. Unidos por sentimentos de raiva, tristeza, incapacidade e desejos reprimidos os três se confrontam sobre algo que talvez tenha acontecido. Mas o que de fato aconteceu? Que transformações se operaram naquelas três pessoas tão diferentes?

Leia mais

O PRÍNCIPE, O MOCINHO OU O HERÓI PODEM SER GAYS



​ Este livro analisa a sexualidade nos contos de fadas. Para tanto foi empreendida análise do discurso de material documental específico: os livros, “King and King” (de Linda de Haan e Stern Nijland), e “And Tango makes three” (de Just Richardson e Peter Parnell). Esse material serviu de fundamento inicial para a análise que realizou um contraponto com a Literatura Infantil Tradicional. A pesquisa foi delineada metodologicamente na abordagem qualitativa do fenômeno da diversidade sexual, focalizando a homossexualidade.

Leia mais

EXPERIENTIA



​ É a coletânea de minhas peças teatrais, abrangendo o período de experiência com o texto teatral, com a transposição de minha prática narrativa para a dramaturgia.

“Roberto Muniz Dias não é tão condescendente com seus personagens, do que pude ler – ‘Uma cama quebrada’, ‘Haraquiri’ e ‘A volta do cometa’ – seus personagens estão sempre deslocados emocionalmente, carregando fantasmas e fagulhas de um histórico nem sempre ameno e que volta em forma de memórias nefastas a devastar o momento presente. O autor se mistura com seus personagens essa é a primeira impressão, e isso é um risco, pois na tentativa de fazer valer suas idiossincrasias, o que se perde e o que se conquista? É uma pergunta em aberto, para quem sabe no futuro, alguém se proponha a mergulhar na obra de Roberto.”

Rodolfo Lima, é ator e jornalista, Mestre em Divulgação Cientifica e Cultural, pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e pesquisa a intersecção do teatro com a homossexualidade, no projeto intitulado “Em busca de um teatro gay”.

Leia mais

Trilogia do Desejo

Os personagens, na maioria sem nomes, juntam-se nestas histórias que os unem pela descrição psicológica repetida nos três romances. O fio condutor desta pisque plural é o desejo; o desejo pela vida, pelo sexo, pela descoberta, pela entrega...

Leia mais

Uma Cama Quebrada

“Nada melhor do que o inusitado para definir ou redefinir o velho.” Este é um excerto da obra literária Urânios, da autoria de Roberto Muniz Dias, que resultou numa adaptação teatral intitulada “Uma Cama Quebrada”. O texto aborda um tema delicado, o qual, poucos exploram com profundidade esse aspecto do comportamento humano...

Leia mais

A Teia de Germano

A Teia de Germano é um romance para quem tem amor à arte de contar histórias e todos os elementos que envolvem esse belo ofício. Escrito por Roberto Muniz Dias, a obra faz o leitor viajar pelas histórias, através das memórias de Lúcio, um ghost writer contratado para escrever um livro biográfico do escritor aclamado Erich...

Leia mais

Errorragia

Soaria um erro qualquer vã tentativa minha de categorizar os textos de Errorragia. O fato é que é impossível permanecer inerte ante a leitura de tão plurais escritos. Plurais sim, além do volume ser composto por contos e crônicas e as "inseguranças" permearem boa parte deles, o que salta à nossa mente são uma multiplicidade de sensações...

Leia mais

Urânios

Urânios, do escritor Roberto Muniz Dias, é um romance que aborda o poliamor, o relacionamento entre três homens, através da visão do terceiro elemento, um artista que está tentando se reencontrar e entender o que aconteceu. O livro, de 104 páginas, foi publicado em 2014, pela Metanoia Editora, e a ilustração da capa foi feita pelo próprio autor.

Leia mais